Federação Portuguesa de Motonautica

Pilotos lusos de Aquabike dão “show” na Régua!

Pilotos lusos de Aquabike dão “show” na Régua!

Grande Prémio da Régua de Aquabike – Festa das Vindimas

 Foi perante muito público que a “nata” dos pilotos portugueses de Aquabike decidiu os títulos nacionais das diferentes categorias. Dois dias de muita adrenalina e espectáculo a condizer, numa jornada dupla de excelente divulgação da modalidade.

O Peso da Régua recebeu em festa a família nacional do Aquabike.

Os dois dias de competição do Grande Prémio de Aquabike decorreram integrados na Festa das Vindimas e proporcionaram um enquadramento festivo que coloriu os dois dias de provas com uma moldura humana significativa. A FPM contou com a parceria do Município da Régua, da Associação Amigos Abeira Douro e do Rancho Folclórico de Godim para montar o evento.

Em termos desportivos, a condição de momento final dos campeonatos, deu ao evento uma dose extra de emoção, com os pilotos a disputarem taco-a-taco a primazia na água.

Em discussão os nacionais de Circuito (Runabout e Ski) e de Endurance (Runabout), alinhando pilotos de norte a sul, incluindo ainda uma “armada” procedente dos Açores e da Madeira.

As 3 categorias de Endurance enfrentavam “dose dupla” ao longo de dois dias.

O final de tarde de sábado contemplou as duas mangas da 4ª prova do campeonato. No domingo, o “cardápio” competitivo de Endurance incluía mais duas mangas mas estas referentes à 5ª e última tirada do Nacional.

Em liça a discussão da vitória e dos lugares de pódio de 3 categorias: GP1, GP2 e Veteranos.

Grande destaque para a dupla vitória de Augusto Fernandes. O piloto e patrão da Augus Racing saiu triunfante em GP1 e Veteranos, revelando sempre uma simbiose com a sua moto que lhe permitia impor um ritmo avassalador.

Já em GP2, Miguel Martins (Augus Racing/Moto Galos) subiu ao degrau mais alto do pódio e adicionou a essa vitória o 2º lugar em GP1 e em Veteranos.

Sem vencer mas com uma exibição também coroada com a presença plena dos 3 pódios, Carlos Fernandes (Augus Racing/Moto Galos) apresentou-se a um nível elevado, garantindo o 2º lugar em GP2 e a 3ª posição quer em GP 1, quer em Veteranos.

Para além destes 3 pilotos, mais um almejou alcançar o pódio. De seu nome Bruno Fernandes, defende as cores da Augus Racing e reservou lugar no degrau mais baixo da consagração em GP2, terminando na 3º posição.

No Domingo, os pilotos que se dedicam à resistência nas suas “runabout” voltaram às águas do rio Douro, em frente ao cais da Régua, com “ganas” de continuarem a encantar a multidão que enchia sobretudo a margem citadina, divertindo-se na Festa das Vindimas.

Endiabrado, Augusto Fernandes repetiu a dose dupla de vitórias em GP1 e Veteranos. Miguel Martins (Augus Racing/Moto Galos) imitou-o ao voltar a vencer em GP2. Também a “papel químico” foi o seu registo em GP1 e Veteranos, voltando a ser 2º em ambas as categorias.

Novidade no elenco de pódio foi a presença de Lino Araújo (Augus Racing/Moto Galos) que, numa prova plena de garra, almejou garantir o 2º lugar em GP2 e o 3º em GP1.

Bruno Fernandes tomou o gosto à presença na cerimónia de entrega de prémios e dobrou a parada, ao terminar a prova em 3º da categoria GP2 e da categoria reservada aos Veteranos.

Dia menos bem conseguido para Carlos Fernandes, ausente das posições de pódio.

Ao longo dos dois dias, saliência ainda para a participação positiva de Ivan Rodrigues (Moto Espinha) e Nelson Gomes (Augus Racing/Moto Galos).

Em SKI, estava em discussão a 5ª prova do ano das categorias GP1, GP3, GP3 Junior GP3 e Juvenil GP3.

Nesta última, o jovem Manuel Leite (Moto Galos) venceu, juntando ainda a este resultado um 4º lugar em Júnior GP3 e um 5º em GP3, com este fantástico “lobinho” a prometer muito para o futuro.

Elogios também não se regateiam ao açoriano Vitorino Rodrigues (Clube Naval de Ponta Delgada). Dominou a Junior GP3, sendo ainda segundo em GP3, sendo sempre certo que há “tempestade” competitiva quando está na água.

O seu primo Gonçalo Rodrigues, que representa o Clube Náutico de Lagoa, foi um verdadeiro “furacão” em Peso da Régua ao assinar uma dobradinha. Vitória em GP1 e GP2, as duas categorias principais.

Já o portuense Matteo Valente (Moto Galos) revelou muita competitividade em cima do seu jetski, garantindo a subida ao pódio por duas vezes, sendo 2º em Junior GP3 e 3º em GP3. Mais um excelente resultado.

Por seu lado, Diogo Barbosa, piloto da equipa austríaca KEV Racing, foi 3º em Junior GP3 e 4º em GP3, enquanto Manuel Leite assinava um 4º e um 5º lugar nas mesmas categorias.

O madeirense Henrique Rosa Gomes (Club Sport Marítimo) foi 2º em GP1, rodando sempre entre os da frente nas duas mangas realizadas.

A maior parte dos pilotos das Runabout (comummente chamadas de motos de água) são mesmo de aço.

Não satisfeitos (nem cansados!) por disputarem 4 mangas de 25 minutos em cada nas duas etapas de Endurance, ainda tiveram garra para enfrentar mais duas mangas de 15 minutos cada, referentes à 5ª e derradeira tirada do Nacional de Runabout (Circuito).

E um deles não só o fez como venceu e convenceu.

Lino Araújo “limpou” as duas mangas quer em GP1, quer em GP2 e foi um autêntico “rei” na Régua. O piloto da Augus Racing/Moto Galos assinou uma dupla vitória impressionante.

Joel Carneiro foi o que mais perto rodou de Araújo e, com esse feito, terminou na segunda posição nas duas categorias.

O pódio de GP1 recebeu ainda Patrick Agostinho, 3º classificado, enquanto em GP2 coube a Carlos Fernandes garantir a mesma posição.

Nelson Gomes também replicou resultados, ao ser 4º em ambas as categorias em discussão.

Caiu assim o pano sobre o Nacional de Aquabike 2018.

Agora é tempo de defeso e do merecido descanso antes dos gloriosos “lobos voadores” dos jet ski e das motos de água voltarem à acção em 2019!

 

Fotos: João Raposo Photography

 

Please follow and like us:

Deixe um comentário