Federação Portuguesa de Motonautica

Foi simplesmente brutal!

Foi simplesmente brutal!

GRANDE PRÉMIO DE OEIRAS 2019

CAMPEONATO NACIONAL DE AQUABIKE 2019

Inesquecíveis.Assim foram as batalhas, os duelos, as vitórias, o espetáculo, o talento, a garra, a entrega e tudo quanto pilotos, organização e público ousaram construir na Praia de Santo Amaro de Oeiras. Foi um arranque de sonho para a época 2019.

A Praia de Santo Amaro de Oeiras engalanou-se para receber a prova inaugural dos campeonatos nacionais de Aquabike, Circuito e Endurance.

Excelente lote de pilotos, organização sem mácula, festa com grade impacto, assim se construiu um arranque de época “ao mais alto nível, como era nosso propósito”, conforme destacou Paulo ferreira, presidente da Federação Portuguesa de Motonáutica no final do evento.

O líder da FPM salientou “o orgulho que sinto na equipa da FPM, nos pilotos e nas equipas por ermos montado este espetáculo magnífico”, agradecendo ainda “o apoio fundamental que recebemos do Município de Oeiras e dos patrocinadores da FPM, sem os quais não conseguíamos melhorar, como estamos a melhorar, as nossas corridas”, confessando ser “ambicioso e querer sempre mais  e melhor!”.

Vamos à história do Grande Prémio de Oeiras.

Muitos e bons “riders” no campeonato de Portugal de Aquabike Circuito.

Na Categoria Rainha, reclamada pelos RUNABOUT GP1, assistimos a uma  luta sem tréguas e onde as desistências em mangas desempenharam um papel preponderante.

As vitórias nas 3 vezes que os “riders” se enfrentaram, foram distribuídas pelo “nuestro hermano” Alexander Roberto (JETJOKER-ALEXANDERMOTORSPORT), que triunfou por duas vezes e pelo campeão europeu Christophe Agostinho (ISP; EASYRIDER; BOATMANNA SHOP).

Só que a desistência de Agostinho na segunda manga e o mesmo destino sofrido por Alexander na 3º. Entregou a vitória a um regular Nelson Gomes (BERUSK-AUGUSMOTO), 6º na manga inicial e 3º nas restantes duas, relegando o espanhol para 2º e Christophe para 3º.

E Nelson Gomes não se ficou por aí, já que venceu também a Categoria RUNABOUT GP2 e, novamente, mercê da regularidade.

Lino Araújo (CASA PALHARES-RIVA-LIQUI MOLY) venceu a 1ª e a 3ª manga mas a sua desistência na 2ª, entregou o “outo ao bandido”. Gomes venceu nessa manga e juntou esse triunfo ao 3º lugar na 1ª e ao 2º posto na derradeira, construindo uma vez mais, um triunfo merecido e baseado na regularidade.

Araújo foi segundo, enquanto Carlos Fernandes assegurava a 3ª posição final.

Entre os Veteranos que enfrentaram o dura plano de água de Oeiras, vitória para Alexander Roberto (JETJOKER-ALEXANDERMOTORSPORT), após triunfar nas duas mangas disputadas.

O internacional português Fiipe Filipe foi segundo na Manga 1 mas não conseguiu concluir a manga derradeira, ficando no 2º posto.

O mesmo sucedeu a Carlos Fernandes, que foi 3º.

Tripla vitória entre os SKI GP1 para Rui Sousa.

O rider da equipa SAMUKA RACING-JETSKI NWORLD-JETRIBE-MOTOESPINHA, não deu veleidades e nem o internacional madeirense Henrique Rosa Gomes conseguiu travar a sua supremacia.

Rosa Gomes foi sempre segundo, reservando o mesmo posto na classificação final.

A “mundialista” Joana Graça (LIQUI MOLY-IPD-RYNO POWER) voou direito a um fantástico 3º lugar final, dando excelentes indicações para a época no Mundial e no Europeu de Aquabike que estão prestes a começar.

Oeiras viveu um duplo furacão e nem estamos a falar do estado do tempo.

Vieram desde os Açores para assinarem uma saborosa “dobradinha” na Categoria SKI GP3. Os primos Gonçalo Rodrigues e Vitorino Rodrigues reservara para si as duas posições cimeiras do pódio. Gonçalo venceu e convenceu nas três mangas, com Vitorino a assegurar sempre o 2º lugar.

Luta houve pelo 3º lugar. Pedro Silva acabou por reclamar a posição, com dois 3ºs e um 4º lugar nas três mangas disputadas, sobressaindo sobre os demais candidatos a uma presença no pódio final.

Diogo Barbosa, que defende as cores da Kev-Racing/ 5 SENSI/Yssensial. Dominou a categoria SKI Junior GP3, reclamando dupla vitória nas duas mangas disputadas.

Matteo Valente (LIQUI MOLLY(/MOTO ESPINHA) veio desde o Porto a Oeiras para ser quem mais perto rodou de Barbosa, assegurando a segunda posição final. O pódio ficou completo com Manuel Leite (Motogalos Barcelos). O jovem “rider” acabou por vencer um duelo muito interessante com Luísa Beja, terceira na primeira manga, mas que não conseguiu segurar o 3º posto, ao ser 5ª na manga derradeira.

Destaque para a presença nesta categoria de mais 2 “riders” femininas, a saber, a açoriana Luna Garcia (GREEN SUN; WESTWAY.AZORES RETREAT.SUNOCO OIL) e Maria Veredas, dando corpo à aposta da FPM em aumentar o número de atletas femininas nas modalidades.

Entre os mais jovens “lobinhos”, da Categoria SKI juvenil GP3, a liuta foi sem tréguas.

Manuel Leite (Motogalos Barcelos) e Martim Brito (ELAN Racing) venceram uma manga cada um, com a vitória a pender para Manuel Leite por ter vencido a 2ª manga, decisiva como fator de desempate. Martin Marques foi terceiro, saboreando assim uma subida ao pódio.

José Manuel Anjos triunfou nos SPORT GP1. Esta vitória foi construída num aceso duelo com Rui Sousa (SAMUKA RACING-JETSKINWORLD-JETRIBE-MOTOESPINHA). Sousa venceu a segunda manga, depois de ter sido o vencedor da primeira, mas foi forçado a desistir na terceira e decisiva manga, quedando-se pelo 2º lugar. Carlos Marques (DOCES E TRAQUINICES) foi 3º, apenas pontuando na 2ª manga.

Em SPORT GP2, Miguel Silva triunfou sem oposição, com Nelson Gonçalves a assegurar o 2º posto.

O espanhol Alejandro Artiñano (REFORMALIA XXI-ALEXANDERMOTORSPORTS) voi o dominador na Categoria SPARK GP4, secundado por Manuel Agonia, que defende as cores da equipa AUGUSMOTO-MANOMAGO-HM-H20.

O Grande Prémio de Oeiras foi também a prova de arranque do Campeonato Nacional de Aquabike Endurance.

3 Categorias em competição: GP1, GP2 e Veteranos.

Em GP1, o campeão mundial das World Finals, Filipe Filipe (SAMUKA RACING-JETSKINWORLD-JETRIBE-MOTOESPINHA), encetou um duelo sem tréguas com o campeão português Augusto Fernandes (AUGUSMOTO).

Filipe Filipe venceu as duas primeiras mangas, sendo 2º na terceira e “cantou” vitória.

Augusto Fernandes venceu a manga derradeira, mas a desistência na manga intermédia, depois de ter sido 2º na primeira, fê-lo perder as hipóteses de vitória, fazendo-o descer para 5º.

A 2ª posição foi assim arrematada por Miguel Martins (Barbosa & Cardoso/ Os Mudos), mercê de 1 2º lugar e dois 3ºs nas mangas.

Também muito regular, João Nunes (NAUTISOUSA) iniciou a época com um excelente 3º lugar final.

Entre os Veteranos, Filipe Filipe voltou a não dar veleidades à concorrência, vencendo e convencendo nas 3 mangas.

Miguel Martins foi sempre segundo e Augusto Fernandes assegurou o 3º lugar, embora só tenha competido na 1ª manga.

Caiu o pano sobre o 1º Grande Prémio de Oeiras.

A caravana do Aquabike Nacional ruma agora a Norte para enfrentar a nata dos pilotos mundiais, no Campeonato Europeu de Aquabike, a disputar nos dias 3,4 e 5 de Maio, em Entre-os-Rios, Penafiel.

.

Please follow and like us:

Deixe um comentário