Federação Portuguesa de Motonautica

Joel Barry vence no arranque do Mundial e Gil Bernier arrebata o título europeu

Joel Barry vence no arranque do Mundial e Gil Bernier arrebata o título europeu

Campeonato do Mundo e da Europa de Freeride
A Lourinhã viveu um fim-de-semana carregado de adrenalina e espetáculo.

22 pilotos, provenientes dos 4 cantos do mundo, encantaram os milhares de espectadores que acorreram á Praia da Areia Branca.

Foram 10 minutos inesquecíveis, aqueles foram vividos na manga final, que decidia a vitória na prova portuguesa, 1ª etapa da edição 2019 do Campeonato do Mundo de Freeride.

Em confronto, dois gigantes da modalidade: o mexicano Abraham Hochstrasser, actual campeão do mundo e o australiano Joel Barry.

Foi taco-a-taco, com manobras colossais, nascidas da entrega dos dois pilotos a um duelo sem tréguas, onde puxaram de todos os seus galões técnicos, para chegarem à vitória.

Surfaram as ondas como se elas fossem sua propriedade e elevaram os seus jetski a alturas sublimes, dando um recital de talento verdadeiramente fora-de-série!

No final, o painel internacional de cinco juízes elevou Joel Barry ao triunfo, relegando Hochstrasser para um segundo lugar agridoce.

No pódio final, e já depois de ter sido presentado com o clássico êxito pop “Down Under” dos Men At Work, o simpático “aussie” dava asas à “alegria imensa que sinto por ter vencido esta primeira prova da época, num local magnífico para praticar Freeride, com um público fantástico, uma organização exemplar e um conjunto de pilotos fenomenal”. Joel Barry salientou que “em 2018 falhei uma das provas e não pude lutar pelo título mundial até ao fim, mas este ano vou dar tudo para ser campeão!”

O pódio mundialista da prova disputada na Areia Branca ficou completo com o francês Gil Bernier, terceiro classificado.

O veterano piloto gaulês saiu da Lourinhã com uma história perfeita para contar.

Arribou a terras nacionais depois de uma longa e cansativa viagem desde o Canadá. E em boa hora o fez, pois juntou ao 3º lugar, a vitória na prova referente ao Campeonato Europeu, sagrando-se assim campeão do velho continente.

Já no pódio, Bernier salientava que “quando estamos dentro de água, não pensámos em títulos, mas em dar o melhor espetáculo possível mas, não escondo que, sair daqui novamente campeão europeu, muito anos depois de ter conquistado este título pela primeira vez, me deixa muito feliz, ainda por cima numa prova super competitiva, com um mar fantástico e uma magnífica organização”.

Dobradinha francesa neste Europeu, mercê do 2º lugar de Hugo Goirre, cabendo ao espanhol Miquel Lavin Azcuenaga a glória de garantir um lugar do pódio, terminando no 3º posto.

No rescaldo do evento, era opinião geral de que o mesmo tinha atingido um grande nível organizativo.

João Duarte Carvalho, presidente da Câmara Municipal da Lourinhã, realçava o “tremendo impacto causado por esta prova na economia local e regional, tenso sido ainda um excelente veículo de promoção da Lourinhã em todo mundo, principalmente através da transmissão da prova em live-streaming, assegurada pela JetskiNworld, , justificando de forma plena todo o nosso apoio, sendo nossa vontade de que a prova permaneça na Lourinhã por muitos e bons anos!

Pelo mesmo diapasão afinou Paulo Ferreira, presidente da Federação Portuguesa de Motonáutica que considera “ter sido uma aposta plenamente ganha trazer este Mundial para a Lourinhã, tendo o concelho todas as condições para o continuar a receber”.

Paulo Ferreira agradeceu ainda “aos pilotos, às equipas, ao promotor do evento, a PJSBA – Portuguese Jet Ski Boat Association, que fez um trabalho incrível, à IFWA, ao Município e a todos os patrocinadores pelo apoio que deram ao evento. Julgo que estarão todos satisfeitos pelo nível alcançado e pelo impacto causado”.

O Campeonato do Mundo de 2019 de Freeride segue agora para outras paragens, com a próxima prova a ser disputada no México.

Please follow and like us:
error

Deixe um comentário